< Voltar para todos os estudos de caso

Usina Coruripe: Zero Acidente Sempre

A Usina Coruripe é a maior produtora de açúcar e etanol do Norte-Nordeste brasileiro e uma das 10 maiores do Brasil. Possui sete unidades operacionais, sendo um escritório matriz, um terminal logístico e mais cinco unidades industriais: Iturama, Campo Florido, Limeira do Oeste e Carneirinho (em Minas Gerais) e Coruripe (em Alagoas), empregando cerca de 9.200 colaboradores. Juntos, seus polos de produção têm capacidade para processar anualmente 14.4 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, resultando em 470 milhões de litros de etanol, 20 milhões de sacas de açúcar, além da geração de mais de 680.000 MWh de energia e um faturamento de 2.3 bilhões. Sendo uma das maiores e mais importantes empresas do agronegócio do Brasil, já foi reconhecida pela Época Negócios (2017), Prêmio Mastercana Brasil (2017), Dinheiro Rural (2017 e 2015), Grupo IDEA (2015/16 e 2016/2017) e Prêmio DuPont de Segurança (2015).

 

Primeira fase: STOP®
 

A parceria entre a Usina Coruripe e a DuPont Sustainable Solutions teve início em 2014, após a usina conduzir um diagnóstico interno que revelou que 85% dos acidentes eram causados por atitudes inseguras. A conclusão foi que era preciso tomar uma atitude agressiva para que todos trabalhassem de uma forma realmente segura, e para apoiá-los nesta jornada, a DuPont Sustainable Solutions criou o programa “Zero Acidente Sempre”, pautado na Política de Segurança da companhia, para implementação em todas as cinco unidades produtoras da Usina Coruripe, além de seu terminal logístico e escritório central.

 

Este programa tinha como ponto central a implementação do programa STOP® da DuPont, um premiado programa de observação comportamental e reconhecido mundialmente. Ao todo, foram treinadas 21 turmas de STOP® por consultores da DuPont e por multiplicadores da Usina. Para sustentar os resultados, um Subcomitê do Programa STOP® foi criado para cada unidade operacional, responsável por analisar os dados mensais do programa e determinar os planos de ação necessários. Além disso, a prática de um Diálogo Diário de Segurança (DDS) também foi fundamental para a divulgação desses resultados e planos de ação. Também foram estabelecidas reuniões de departamento com os colaboradores operacionais e Reunião do Comitê Central de Segurança, com presidente e diretores, realizadas mensalmente. A segurança passou a ser praticada como um valor para a empresa e seus integrantes.

 

O maior desafio no processo foi quebrar alguns paradigmas e conceitos antigos. Era necessário alinhar o papel do líder, que não compreendia a dimensão da segurança, e transferia a responsabilidade para os técnicos de segurança do trabalho. Contudo, após muitos treinamentos e orientações, a maioria dos líderes assumiu uma postura de ser um exemplo em trabalhar com segurança. A primeira fase do Programa Zero Acidente Sempre, compreendida entre 2014 e 2016, estimulou resultados importantes: a condução do programa STOP® reduziu em 25% os desvios de segurança; houve uma diminuição de 55% dos acidentes com afastamento, bem como a redução de 60% da taxa de frequência e de gravidade. Além disso, foi experimentado um aumento de produtividade de 17,4% em dois anos (comparação safras 2015/16 e 2013/14).

“Ao andarmos pela planta, é fácil encontrar um colaborador que esteja preocupado com a postura do colega e que cobre uma atitude segura. A turma aprendeu que ao cuidar da segurança do colega, está preservando a sua própria segurança.”

Fábio Moniz, Diretor de Recursos Humanos

Segunda fase: Sustentabilidade

 

Em 2017, a Usina Coruripe buscou mais uma vez a DuPont Sustainable Solutions para sustentar os resultados obtidos na Fase 1, aprimorar suas práticas de segurança e avançar culturalmente para reduzir os riscos e acidentes. O novo projeto elaborado pela DuPont Sustainable Solutions atuou em duas frentes distintas para sustentar os resultados de segurança obtidos: de um lado, o aprimoramento do sistema de gestão de segurança de processo (PSM); de outro, o fomento da cultura de segurança.

 

A primeira frente preocupou-se com a melhoria da gestão de riscos de processo (PSM), uma vez que um diagnóstico de 2016 identificou que estas práticas tinham oportunidade de melhoria. Através da análise dos procedimentos, dos resultados de investigações e das estatísticas das unidades, foi feita uma revisão de processos críticos de segurança, buscando o aperfeiçoamento do modelo técnico. Além disso, foram implementados novos processos de análise de segurança do processo (ARP), de gestão de mudanças e de investigação de desvios, acidentes e incidentes. Para fornecer ferramentas de PSM aos colaboradores, várias sessões de treinamento foram conduzidas: análise de riscos, gestão de mudanças, integridade mecânica, qualidade assegurada e plano de atendimento e resposta a emergência (PAE).

 

A segunda frente de trabalho tratou da evolução cultural na empresa. Era necessário fomentar uma cultura de segurança interdependente, na qual todos os funcionários se sentissem responsáveis pela segurança de seus colegas tanto quanto sentem-se responsáveis pela própria segurança. Entendendo que os líderes e gestores são os principais moldadores da cultura corporativa, foram conduzidas várias sessões de treinamento com consultores da DuPont Sustainable Solutions:

  • Desenvolvimento de competências fundamentais dos supervisores e líderes (através do programa Supervisor em Foco);
  • Aprimoramento das capacidades dos diretores, gerentes e coordenadores em relação à segurança (programa DnA);
  • Maior abrangência nas práticas de observação comportamental com a formação de novos multiplicadores de STOP® para Todos, visando atingir todos os níveis da empresa.

 

Resultados
 

Com as atividades desempenhadas na Fase 2 do Programa Zero Acidente Sempre, as cinco unidades da Usina Coruripe obtiveram melhorias nos seus resultados. Mudanças significativas foram percebidas em relação às atitudes e comportamentos dos funcionários e lideranças de todos os níveis da Usina Coruripe, que demonstraram seu comprometimento com o Programa Zero Acidente Sempre e engajaram-se a cuidar da segurança de todos, o que foi refletido nos índices de segurança obtidos.

 

“Acredito que mudei principalmente no quesito segurança, tendo a visão mais clínica das consequências de minhas atitudes. Mudei no quesito disciplina, sempre atentando para a objetividade e pontualidade”, conta o Supervisor de Planejamento Agrícola da unidade Alagoas. “Também mudei na comunicação, sendo simples e direto, e atentando para as minhas linguagens corporais.”

 

Após quatro anos de parceria com a DuPont Sustainable Solutions, a Usina Coruripe também percebeu melhoras substanciais em seus índices de segurança:

  • Redução de 94% dos acidentes com afastamento (2012-2017)
  • Redução de 96% dos dias perdidos (LTI) (2012- 2017)
  • Redução de 93% da taxa de frequência (2012-2017)
  • Redução de 95% da taxa de gravidade (2012-2017)
  • Economia de R$ 25 milhões em gastos com acidentes e afastamentos
  • Zero fatalidades (2015-2018)
  • Duas unidades sem registro de acidentes de trabalho em 2017

 

Visão Futura
 

Em face aos excelentes resultados obtidos com a parceria com DSS, a Usina Coruripe pretende continuar sua jornada rumo à excelência operacional com a implementação da terceira fase do Programa Zero Acidente Sempre, com o objetivo de reforçar o programa STOP® (implementado na Fase 1) e incluir novas soluções de conscientização sobre riscos, além de reforçar as técnicas de PSM na operação.