Óleos residuais e contaminação em Nomex® X algodão/náilon FR

Article
Article
Óleos residuais e contaminação em Nomex® X algodão/náilon FR
Marcas em destaque
 
 
 
 
 
 

Nova legislação promove a devida limpeza do equipamento de proteção
Para aproveitar toda a proteção oferecida pelo EPI FR, é preciso tomar cuidado para garantir que as roupas sejam mantidas e lavadas corretamente. A contaminação inflamável residual restante em roupas EPI FR pode aumentar a lesão por queimadura no usuário em caso de exposição a um evento térmico.

Na verdade, a legislação OSHA exige que os empregadores supervisionem o cuidado e a manutenção do EPI FR, mesmo quando se escolhe a lavagem doméstica como meio de limpar as roupas usadas como equipamento de proteção individual. A OSHA emitiu uma carta de interpretação abordando uma questão da responsabilidade pelo cuidado devido, pela manutenção, pela vida útil e pelo descarte do EPI.  

A OSHA afirma que, para estar em conformidade com 1910.132 ou 1926.95, o empregador pode permitir a lavagem doméstica, mas não pode simplesmente instruir os funcionários a seguir as instruções dos fabricantes. 

A conformidade total exige que os empregadores:

• Garantam a manutenção adequada das roupas de proteção, como roupas FR.
• Garantam a lavagem das roupas FR, de maneira que os contaminantes não afetem o desempenho delas.
• Inspecionem as roupas regularmente para garantir que não estejam precisando de reparo ou substituição.
• Treinem os funcionários nas técnicas e nos procedimentos de lavagem apropriados, caso os empregadores dependam da lavagem doméstica.
• Assumam a responsabilidade pela lavagem das roupas FR e de classificação de arco caso todas as condições acima não possam ser atendidas.

Superação da contaminação

Algumas aplicações de EPI e ambientes de trabalho podem ser mais desafiadoras para as roupas do que outras. Por exemplo, atividades de exploração de petróleo e gás normalmente deixam as roupas de EPI FR dos profissionais sujas. Um motivo comum para as roupas FR serem descartadas após apenas meses de uso é por causa da sujeira própria e do desgaste das roupas. Nessas situações, é importante compreender a natureza dos contaminantes e como esses desafios de limpeza podem ser superados. Uma parte crítica da avaliação de perigo de um local, exigida pela OSHA, é a compreensão desses desafios e a escolha da melhor opção de EPI FR para atenuar falhas de lavagem em potencial.

 
 
 
 
 
 

Diferenças de desempenho pós-descontaminação

Uma universidade independente realizou um estudo1 para determinar as diferenças na distribuição de óleo residual e nas fibras após a contaminação e a descontaminação, comparando Nomex® com outros tecidos FR comuns.

Os resultados concluíram que a fibra Nomex® estava retendo o menor volume de contaminantes, e a fibra de algodão/náilon FR estava retendo o maior volume de contaminantes. Como permanecem na superfície e não penetram fibras sintéticas como Nomex®, óleo e outros contaminantes são removidos mais facilmente.2

Embora nenhuma roupa resistente a chama deva ser usada enquanto contaminada com material inflamável, materiais sintéticos, como Nomex®, soltarão a sujeira mais rapidamente do que roupas FR feitas de algodão.2

Nomex® nunca desiste

• A estrutura altamente cristalina de Nomex® traz mais resistência à sujeira.2
• O óleo nas fibras Nomex® permanece na superfície.
• As conclusões do estudo foram as mesmas, mesmo depois de cinco ciclos de contaminação/descontaminação.2
• As imagens (BSE, Back-Scattered Electrons, Elétrons retroespelhados) mostram que, além do óleo entre as próprias fibras de algodão, o óleo penetra a fibra de algodão FR (lúmen) e é difícil de remover, independentemente do método de lavagem.2

 
 
 
 
 
 

Nomex® para facilitar a descontaminação

Independentemente das condições específicas de um local de trabalho, a limpeza e o cuidado apropriados do EPI FR são necessárias para manter o desempenho de proteção total das roupas. Durante a escolha do EPI, a facilidade de lavagem e cuidado pode ser benéfica em relação ao sucesso geral do programa de EPI e segurança do profissional.

 
 
 
 
 
 

1 O estudo independente foi realizado pelo Departamento de Ecologia Humana da Universidade de Alberta.

2 Mettananda, C.V.R. & Crown, E.M. (2009). Quantity and Distribution of Oily Contaminants Present in Flame-resistant Thermal-protective Textiles. Textile Research Journal 2010 80: 803. Publicado on-line. DOI: 10.1177/0040517509346439.

CUIDADO: Esse contaminante em especial não pode imitar sujeiras em todas as situações. As roupas de proteção resistentes a chama precisam estar livres de todo contaminante inflamável.